Logo O Caminho da Magia

Logo O Caminho da Magia

jueves, 13 de noviembre de 2014

A Magia do Cristo


Dia Chrstou o Goistais




Transcrição do site da Internet Café História
Original em Espanhol: El Mundo.es

Descoberta a mais antiga referência a Jesus Cristo: taça com inscrição em grego exposta em Madrid foi encontrada no submerso Portus Magnus, de Alexandria. A inscrição grega "Dia Chrstou o Goistais" significa "por Chrestos, o mago" e foi gravada antes do ano 50 d.C numa pequena taça de barro, fabricada no século I a.C, encontrada em junho de 2008 por uma equipe de arqueólogos nas ruínas submersas de Alexandria, no Egito. A peça ficará em exibição até 15 de novembro,em Madrid, no antigo matadouro Legazpi.

"Não é descabelado pensar nisto, já que temos de ter em conta que, nessa época a comunicação entre o Portus Magnus de Alexandria com a região da Palestina era muito fluida, com barcos que chegavam diariamente. É muito provável que em Alexandria estivessem ao corrente da existência de Jesus e dos milagres que estava a fazer não muito longe dali e que os feiticeiros realizassem rituais em seu nome", afirmou ao site do jornal El Mundo o francês Franck Goddio, um dos mais famosos arqueólogos subaquáticos do mundo e responsável pelo achado.

Segundo Goddio, a palavra "Goistais" significa "mago ou feiticeiro", enquanto Chrstou é o nome do celebrante, podendo também significar Messias. Nesse caso, explicou ao diário espanhol, a taça com nove centímetros de diâmetro poderia ter sido utilizada por um feiticeiro que, para legitimar os seus poderes sobrenaturais, teria invocado Cristo.

[Fim do Artigo]


s.f. Arte tida como capaz de produzir, por meio de certas práticas ocultas, efeitos que contrariam as leis naturais.
Fig. Efeito surpreendente, comparável aos da magia: a magia das palavras.

Jesús obrador de milagres e grandes façanhas teria sido conhecido como Mágico...

Claro, que os crentes dissem que ele não practicou Magia, mas aos olhos das pessoas simples daquela época esses atos eram simplesmente mágicos...

Os Ensinamentos de Jesús ensinava aos discípulos a ter aqueles mesmos poderes... Mas, onde está o que Jesús ensinava? Com certeza na Biblia não está, senão apenas vestígios...



Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.
E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.


E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.


E com muitas parábolas tais lhes dirigia a palavra, segundo o que podiam compreender.
E sem parábolas nunca lhes falava; porém, tudo declarava em particular aos seus discípulos.


E, acercando-se dele os discípulos, disseram-lhe: Por que lhes falas por parábolas?
Ele, respondendo, disse-lhes: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado;
Porque àquele que tem, se dará, e terá em abundância; mas àquele que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado.
Por isso lhes falo por parábolas; porque eles, vendo, não vêem; e, ouvindo, não ouvem nem compreendem.




Exemplos dos ensinamentos manipulados ou distorcidos tem muitos, mas comecemos com uma das expressões mais populares conhecida por todos de João 8:32:

E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

No Original se usa duas palavras diferentes, vejam:

E conhecereis a ALETHEIA, e a EMUNÁ vos libertará.


Em princípio, a Verdade é Alétheia, que aparece quando algo é visto ou revelado. Trata-se de tomar algo escondido e torná-lo visível. 
Fonte: Wikipedia em Espanhol

Em resumo, Aletheia seria uma Verdade oculta, uma Verdade a ser revelada…

Emuná pode ser traduzida de três formas: Verdade, Matriz [Lugar onde alguma coisa se gera ou se cria; fonte, manancial], e Certeza Absoluta…

O Correto então seria: 

“E conhecereis a Verdade [oculta], e a Certeza Absoluta vos libertará”.


Mas, é preciso notar que Emuná vem do Hebraico Emunah tem seu similar em Latim; 'Emanare = Emanar'


v.t.i. Que ocorre em determinado momento; que tem início em: a música emana da orquestra.
Esparramar em pequenas partes; desprender-se, emitir-se.
(Etm. do latim: emanare)

PRESTA ATENÇÃO...

Como um dos significado de Emuná é Matriz = Lugar onde alguma coisa se gera ou se cria; fonte, manancial.

A Certeza Absoluta ou Fé ou Qualquer Coisa que você decida que é Verdade deve vir de você mesmo, do teu interior...

MAS...

ALETHEIA: É uma Verdade que está oculta ou seja você não vai achâ-la lendo simplesmente uma Bíblia por exemplo, ou acreditando naquilo que lhe foi ensinado, porque primeiro deve-se procurar a Verdade e depois com aquilo que vem de você, 'aquilo que emana de você' se determinará verdadeiramente a tua Liberdade.

Para mim 'Isto' tem muito mais Sentido e Lógica, 'Isto' é um Ensinamento Mágico e Libertador… ;-D

A Ciência, a Religião, a Economia e a Política são verdadeiramente Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse


1  E, havendo o Cordeiro aberto um dos selos, olhei, e ouvi um dos quatro animais, que dizia como em voz de trovão: Vem, e vê.

2 E olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vitorioso, e para vencer.

O Arco representa o Invento que a sua vez representa à 'tecnologia' e a sua mãe; a Ciência, a cor branca representa a Medicina [roupa de médicos] e a Coroa é o poder que nós demos a ela para 'reinar' ou 'dominar' nossas vidas.
O cavalo branco representa a Ciência e todas as suas ramificações: Tecnologia, Medicina, Transporte, Telecomunicações [Mídia, Internet, Celulares e Radiocomunicações, Micro-ondas, etc.], Distribuição de Energia [Eletricidade, Combustíveis],  Armamentos Militares, e etc...  

3  E, havendo aberto o segundo selo, ouvi o segundo animal, dizendo: Vem, e vê.
4 E saiu outro cavalo, vermelho; e ao que estava assentado sobre ele foi dado que tirasse a paz da terra, e que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada.

O cavalo vermelho representa a cor das vestes dos papas, bispos, etc... e nesta imagem em particular, o soldado romano, representa de onde nasceu o Vaticano e poder que herdou de Roma para que tirasse a paz da terra [Perseguição dos primeiros Cristãos, Guerras, Santa Inquisição, Evangelização e Colonização de América, etc...]

5 E, havendo aberto o terceiro selo, ouvi dizer o terceiro animal: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo preto e o que sobre ele estava assentado tinha uma balança em sua mão.
6 E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho.


O cavalo preto com a balança que coloca preços ao trigo, à cevada por dinheiro representa a Economia [Indústria, Comércio, Energia e Combustíveis, Agronegócios, etc...]

7 E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia: Vem, e vê.
8 E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra.

O cavalo amarelo que o Hades segue é o Poder do Poder, a Política que com as guerras, com crises económicas, com os usos de agrotóxicos, etc. tem o poder para matar uma quarta parte da Terra... Com as Políticas de Guerras, os países mais poderosos em Armamento Militar, graças a colaboração da Ciência e da Tecnologia, da Economia [Poder do Dinheiro e das Grandes Corporações Bancárias] e da Religião tem hoje o poder suficiente para exterminar a Vida na Terra...

Os Quatro Ventos agitavam [pertubam, movimentam, excitam, estimulam; incitam] o grande mar [Humanidade em geral]

Daniel 7:2-3
Falou Daniel, e disse: Eu estava olhando na minha visão da noite, e eis que os quatro ventos do céu agitavam o mar grande.
E quatro animais grandes, diferentes uns dos outros, subiam do mar.

Referência que as Águas ou Mar representam Povos, Multidões e Nações

Isaías 17:12-13
Ai do bramido dos grandes povos que bramam como bramam os mares, e do rugido das nações que rugem como rugem as impetuosas águas.
Rugirão as nações, como rugem as muitas águas, mas Deus as repreenderá e elas fugirão para longe; e serão afugentadas como a pragana dos montes diante do vento, e como o que rola levado pelo tufão.

Apocalipse 17:15
E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações, e línguas.


Vivemos nos Tempos do Apocalipse...  [Apocalipse = Revelações]


Vivemos nos Tempos das Revelações...


Três coisas não podem permanecer escondidas por muito tempo: o Sol, a Lua e a Verdade.
Buda

Nos próximos artigos vou publicar a Representação Dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse em diferentes culturas, muitas delas mais antigas que a própria história do Cristianismo e os símbolos utilizados para codifica-los ou oculta-los.  

Material dos Estudos:


Simbologia dos Quatros Cavaleiros do Apocalipse

Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse são a Ciência, a Religião, a Economia e a Política; são as Quatro Forças que controlam todos os aspectos da Vida Humana, e se o Ser Humano como Indivíduo deixar que elas continuem regindo a sua Vida, ele jamais será livre porque colocando-as como Paradigmas está deixando que elas definam a sua Realidade...

A simbologia que codificou estas Verdades é muito mais antiga que a própia história do Cristianismo...

As Quatro Forças que controlam a Vida da Humanidade foi codificada em Símbolos, Imagens e Mitos em todas as Culturas, vejamos alguns exemplos:

Os Quatro Yugas na Cosmologia Hindu; Os Quatro Medos na tradição Tolteca; As Quatro Figuras Humanas que levam ao Abismo na Profecia da Pedra Hopi, etc...

Na mente humana elas impedem a Realização dos Sonhos do Homem ou da Mulher colocando-se como parte de seu Psiquismo:

Se você quer alcançar um Objetivo ou Sonho, inevitavelmente  enfretarás o  seguinte:

  • O Cientista em você questionara o que você sabe ou não sabe;
  • O Religioso em você questionara se você deve ou não deve;
  • O Economista em você questionara se você tem ou não tem;
  • O Político em você questionara se você pode ou não pode.

Isto não quer dizer que elas como forças externas deverão deixar de existir, quer dizer que mesmo elas existindo não podem influir na sua Realidade, porque você é quem determina sua própia Realidade... Ser Criador da tu própia Realidade é tua responsabilidade; não foi você quem decidiu encarnar ou reencarnar neste tempo?


A Simbologia e As Imagens representando as Quatro Forças juntamente com a Cruz Equilibrada

A Cruz formava parte da tradição das Escolas de Mistérios e é muito mais antiga que o Cristianismo, de fato a Cruz e as Quatro Forças Externas são os símbolos religiosos mais universais desde tempos imemoráveis...

Diferentes Culturas tem usado o mesmo símbolo desde a Era Neolítica, passando pela Era do Bronze até os dias de hoje... Era um Símbolo que Jesús também usava e tem pelo menos 7.000 Anos de Antiguidade. A Cruz não tem nenhuma relação com o significado do crucifixo. Foi o Imperador Justiniano II que no Ano 629 decretará que o crucifixo deveria suplantar a Cruz Nua.

A Cruz Equilibrada simbolizava naqueles tempos, a harmonia do Vertical e do Horizontal, do Transcendente e do Imanente, dos Reinos Superiores do Além e dos Reinos do Aqui e Agora neste plano; em outras palavras representam o Deus Homem ou Deus Mulher realizados nesta encarnação humana; era a indicação que um Estado de Harmonia Completa tinha-se apoderado totalmente do Ser de uma pessoa viva.  De modo que, nas suas formas antigas a Cruz era um símbolo do Espírito encarnado na Matéria e representa uma Clave de como funciona o Universo inteiro. No paganismo antigo ela sempre representava a Vida, nunca a morte.  



Varias Culturas em Diferentes Países desde tempos imemoráveis



Estes objetos foram encontrados na Irlanda, na Sumeria, na Cultura Maya, Asteca, na India, no Oriente Médio, em todos os Continentes em todas as culturas.











1. Medo à Solidão
2. Medo à Escassez
3. Medo à Doença
4. Medo à Morte

Deixo à imaginação de vocês saber qual é a relação de cada Medo Tolteca com cada Cavaleiro do Apocalipse... ;-D



A Profecia da Pedra Hopi merece uma explicação mais detalhada porque tem varios elementos que a integram



Profecia Hopi para os Finais dos Tempos: A Profecia na Pedra Hopi


O Homem ou Mulher como indivíduo deve escolher um caminho... O caminho de cima é aquele onde Os 4 Cavaleiros do Apocalipse representados por 4 figuras humanas tem sua influência e levam à Extinção, ao Abismo, à Perdição...

O Caminho da Liberação é o caminho de baixo, é um Caminho Solitario, Individual que leva a uma Farta Colheita, no começo tem dois círculos divididos, um representa a boca, ou melhor dito, a fala e o outro representa a divisão do cérebro, a divisão das forças masculinas e femeninas. Quando a tua palavra estiver de acordo com os teus pensamentos, sentimentos e ações, e tuas energias (femeninas e masculinas) se integrarem como uma só, somente quando isso acontecer você começara a ter os Resultados que você quer como mostra o Terceiro Círculo no Primeiro Caminho para a Liberação...

Não é um caminho ou uma mudança que ocorrerá a nivel da Humanidade como coletivo social, senão que é uma escolha pessoal e individual... O fato é que apenas Uma pessoa de cada Dez poderá entender e escolher este Caminho... E com isso toda a Humanidade pelo Efeito do Centésimo Macaco poderá também se libertar.

Para chegar a Ser Donos de Nossos Destinos existe um Método, uma Aprendizagem que agora está disponível para todos aqueles que queiram seguir o Caminho da Verdadeira Libertação... 

Salmos 82:6
Eu disse: Vós sois deuses, e todos vós filhos do Altíssimo.

João 10:34
Respondeu-lhes Jesus: Não está escrito na vossa lei: Eu disse: Sois deuses?

João 14:12-13
Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.
E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.


“E conhecereis a Verdade [oculta], e a Certeza Absoluta vos libertará”.



;-D



miércoles, 12 de noviembre de 2014

OS ONZE PASSOS DA MAGIA - Prefácio

Desenvolvimento Pessoal e Espiritualidade 
Por José Luis Parise [*]
Tradução ao Português por El Shannon

Artigo original da Revista Athanor publicada na Edição 80 (março-abril de 2010)


Desde o Início da história, A Humanidade transmite um Legado que Ensina que é possível usar Forças Sutis que ajudam ao Homem em sua Vida. 
Esse mesmo Legado inequivocamente tem assinalado também que uma profunda Transformação ocorre em Quem segue o Caminho  que conduz a alcançar tais Forças.  
De fato, Quem empreende estes Passos recebe os míticos nomes de Herói, Xamã, Bruxo… e Mágico.


OS ONZE PASSOS DA MAGIA

Quais são as forças misteriosas que o Mágico (Herói, Xamã, Feiticeiro....) convoca? 
Por que essas forças sutis são por vezes apresentadas como o mais poderoso aliado, mas às vezes como o inimigo mais acérrimo? 
É possível trabalhar com esses fenômenos invisíveis e sutis com a mesma certeza com que o homem moderno aprendeu a trabalhar com os Fenômenos Manifestos e Visíveis? 
Estas foram as perguntas que há quase três décadas nos iniciamos nossa viagem. Uma viagem que levou a uma centena de viagens, e nos levou às chamadas “Culturas Iniciáticas do Planeta”... para encontrar-nos com quem nós não tinhamos nem certeza que existiam: Quem, literalmente, são sempre assinalados como Aqueles que Conhecem a Magia... e, atualmente, recebem o nome genérico de os Guardiões da Sabedoria.  
Algo em comum entretecem os Fios de Ouro de tudo aquilo que em diferentes Culturas é apresentado como Magia.  
Como se um Ensinamento idéntico e original tem sido repartido como Paradigma Basal da Humanidade, no que vemos como diferentes culturas e religiões... todos aprenderam a seguir o mesmo Mapa. Um Mapa… que leva ao Mais Elevado, Poderoso e Sagrado do Ser Humano. Um Mapa... que transcende o Ser Humano, unificando-o com Suas Forças Divinas. 

Um Mapa… de Onze Passos




Nota: O uso de letras maiúsculas correspondem ao estilo do autor.




[*] José Luis Parise é um pesquisador, escritor e psicanalista argentino premiado internacionalmente pelo resultado obtido em mais de 100 Viagens e 30 Anos de Pesquisa e Experimentação em Culturas Iniciáticas do Planeta, graças a isso conseguiu Metodizar Os 11 Passos que essas Culturas percorreram para sua própria Iniciação na Magia.

 José Luis Parise entregando ao Papa suas pesquisas, 
um DVD que leva o nome de seu último livro:
A História Oculta de Cristo



DVD com o mesmo nome de 
seu último livro: A História Oculta de Cristo

Ele criou a primeira Escola E.D.I.P.O. (Ensino De Iniciação em Psicanálise e Ocultismo) na América Latina, onde os Temas Iniciáticos se integram a Psicanálise. 





Passo 1: «O Caos da IDEIA»

Definir a única Coisa que está por trás da Imagem através da Palavra. 

EXPLICAÇÃO: De Onde vem uma Ideia? 

Embora o que vai se obter no Caminho usando os Onze Passos é infinitamente superior a qualquer resultado desejado anteriormente, recorre-se  ao Método do Mágico para, em princípio, alcançar algo definitivo. E qualquer tentativa, escolha, empresa ou realização que desejamos alcançar começa a partir de uma Ideia. Três elementos são agrupados em isso que comumente é chamado de Ideia: Uma Coisa, Uma Imagem  (ou Forma) e uma Definição. 
A tendência, tão natural como automática... e trapaçeira, é acreditar que a Coisa que nós queremos realizar por trás da Imagem ou Forma é clara, e que a Definição não muda muito o que obteremos, usemos as palavras que usemos para definir Isso. 
Tomando O Caminho no qual o Percorrido impõe a exigência de ter que aprender a ordenar tudo isso que se apresenta na sua mente seguindo Um Método... terá a Divina Oportunidade de Percorrer o Caminho, que em todos os Mitos Bíblicos e Ensinamentos Antigos recorre “Isso” ao que chamamos de Deus: Um Caminho que proporciona Ordem ali onde primeiramente teve que detectar e reconhecer que havia Caos. 

APLICAÇÃO

Somente é uma questão de colocar Ordem  no Caos do Universo para que a Magia do Cosmos Se Inicie. Mas, como acontece com toda Ordem... é preciso um Método para conseguir isso. Agora, considere qualquer questão que queremos alcançar em nossas vidas... Se nós pensamos em uma namorada, ou uma família, ou um bom trabalho, ou na boa saúde... é muito fácil imaginar uma menina bonita, uma cena de pais e filhos perto da fogueira, nós num belo escritório numa empresa, ou imaginar nós correndo no parque. 
Mas isso tudo… é apenas a Imagem, a Forma da Coisa. Se nós queremos avançar para a  realização dessa Coisa no mundo, seremos forçados a ir além da Imagem. E para Isso teremos que fazer uso da linguagem, de alguma forma. Sem Definir o que queremos, isso nunca vai passar de uma ideia simples limitada a existir apenas em nossas mentes. E como queremos ir além da Ideia... Encontraremos que um verdadeiro abismo abre-se quando tentamos atravessar a Imagem e Definir-la colocando-a em Palavras que permitam que essa Ideia se materialize como uma Coisa que habita e tem o seu lugar no mundo.  
O que é que Define Essa Coisa em si? O que define essa jovem mulher para ser minha namorada? O que é uma família? Quando o trabalho é bom? Nós, então irremediavelmente veremos que o que pensávamos mais anedótico e menos importante... se tornará imperativo: A Palavra, porque precisamos Definir a Coisa por trás da Imagem... Assim é como o Universo funciona, em qualquer ordem. Tudo começa pela Palavra; embora deva ser dita por meio de gestos ou algum outro meio ou linguagem... 
Se olharmos ainda mais longe, veremos que o próprio Deus não está isento deste Método para conseguir o que Ele quer alcançar: Dispondo de  Todo o Poder à sua disposição, para colocar o Universo no caminho da Coisa que Ele tinha desejado... Ele teve que Nomear Aquilo que queria Criar: "Haja luz", "Haja Dia” e “Haja” toda Coisa que tinha Ideia de “Existir” no Universo. 

Passo 2: «A Ordem DA PALAVRA»

Ouvir em "Que" consiste na realidade o que Dissemos no que Ordenamos, sem ficar preso pela Ideia do que "queremos dizer". 

EXPLICAÇÃO: O que acontece quando falamos? 

Todos os Ensinamentos de Magia do Oriente, Oriente Médio e Nativos... todos, Ensinam um respeito pela Palavra somente comparável ao Respeito pelo Divino. A Ideia da coisa é uma sombra, a sua Luz está na Língua, no Verbo, na Palavra.  
Os Pensamentos são a projeção da Palavra. Ou seja, concreta e surpreendentemente: desconhecemos os pensamentos que nos habitam até que os nomeamos. 
O que significa... que, se nomeamos algo diferente do que a nossa Ideia supostamente poderia dizer, 'isso' nomeado é o que está realmente na mente tentando de realizar no mundo. 
As consequências não podem demorar em vir à tona, pois descobrir que a Palavra vai em uma direção diferente da Ideia é descobrir que nossas forças estão divididas de forma dramática: enquanto nós com uma parte nossa tentamos Criar algo, nossa mente está tentando criar outra coisa, que pode muito bem ser diferente ou diretamente oposta ao que queremos criar. Começamos a falar... e sob uma Ordem completamente oculta (que em princípio parece puro Caos) acontecem erros, omissões que não têm nada a ver com a imagem que gostaríamos fazer alusão. 

APLICAÇÃO

Buda é representado com Orelhas imensas. O Chefe Inka foi chamado de 'O Orelhudo'. Lao Tse era conhecido como "Orelhas Grandes". Por qué...? 
Porque Ouvir é Isso que em todos os Ensinamentos de Origem da Humanidade é estabelecido como Limiar do Conhecimento Oculto. Escutar em "Que" consiste na realidade o que Dissemos quando Ordenamos, sem ficar preso pela Ideia do que "queremos dizer".

Alguns exemplos 
"Eu vou procurar trabalho."
Que instruções estou dando ao Universo?: Estou "Ordenando" que todos os meus dias sejam para não encontrar um emprego ou trabalho... mas, para que simplesmente, eu passe os dias procurando-o. 
"Eu quero encontrar um bom esposo." 
A única forma que possa ser cumprida minha Ordem... é me trazendo homens que já são casados, ou seja, que sejam 'esposos'; e ainda pior (de acordo com as instruções que estou ordenando) que são "bons esposos”, e por isso nunca iriam assistir a outra mulher que não seja sua esposa. Ou seja: Estou Ordenando ao Universo me trazer homens... que nunca iriam me prestar atenção.  
"Eu quero que o meu pai pare de gritar comigo." 
 Estou Ordenando ao Universo que o meu pai, todos os dias, grite comigo... a única Forma em que podera "deixar de gritar comigo", por isso não Ordeno que 'não grite comigo' senão que 'pare de fazê-lo'. Para isso neste caso, primeiro ele tem que fazer-lo.  
"Quero Emagrecer." 
Instrução que Ordena a meu corpo e a todo o meu Universo a engordar continuamente..., exigência lógica, inevitável e obrigatória para ‘emagrecer’, que nada tem a ver com "Eu quero ser magro". 
Assim como "Eu Quero ficar curado" nada tem a ver com Quero ‘ser são’, estou garantindo e organizando um Universo onde viver e ficar doente... porque é o único jeito de "curar-se". 

'Pedra do Sol' Asteca:
 No centro, um homem que mostra a sua língua, o que representa
que a língua é o que dá origem a todo o Universo ao seu redor. 

martes, 11 de noviembre de 2014

Passo 3: «O Perigo Da FORMA»

O Universo somente precisa que Eu Ordene o Que, não o Como. E meus afetos não podem estar divididos a respeito do que estou Ordenando. 

EXPLICAÇÃO: Como posso fazer isso? 

Assim que ele percebe que o Universo tem cumprido sempre uma a uma, todas as nossas Ordens, e o que faltava era, simplesmente, Alguém que o notasse... toda o historial pessoal será atravessado com interrogações que, vertiginosamente, irão fazer nacer uma primeira Pergunta, base de todas as demais: Quem tem dirigido minha vida, se não fui eu? Que é uma maneira de perguntar: Quem sou eu?  
E paralelamente, na outra extremidade do mesmo eixo: ao descobrir que sempre temos conseguido o que nós temos In'Boca'do começamos a Descobrir que sempre em nós trabalhou um autêntico, infalível, surpreendente e poderoso Mágico. Um Mágico que sempre consegue o que Ordenamos... sem a menor necessidade de que nós conheçamos A Forma de como obtê-la. 

APLICAÇÃO

Automáticamente o primeiro que alguém pergunta quando quer fazer algo que o desafia... "Como posso fazer isso?", Com isso... caiu na armadilha: começou pela Forma!  
Teriamos precisado dizer ao Universo a Forma, O Como realizar o que tinhammos InBocado quando aquilo Ordenado estava extraviado? De modo nenhum; simplesmente, demos a instrução sobre o Que Coisa Fazer... e o Universo encontrou o Como, a Forma de fazê-lo. Então, sempre que você quer começar pelo Como, ou paramos porque não ‘encontramos a Forma’ de fazê-lo... estamos indo contra o Método do Universo.  
E se isso não se refere ao Como, Do que se trata? Novamente, somente é necessário Escutar na pregunta para descobrir a resposta. ‘De que se trata’, ou o que é a mesma coisa: se trata de ‘que’. Quando graças ao Escutar 'Que’ que estou InBocando posso garantir que essa Ordem dada ao Universo Ordenou o caos... então simplesmente chegou a hora de agir: agora posso me Encaminhar para Isso... sem saber como fazê-lo! 
O único Como que o Mágico interessa não está fora mas dentro: Como se sente a respeito da Coisa que InBoca. Para que o Universo se Mobilize trazendo o que ordenara preciso que a Ordem não esteja dividida respeito da Ideia e que meus Afetos não estejam divididos respeito ao que eu Ordeno. Isso é o que me traz o Passo 3. Ele me livra de ter que encontrar A Forma, uma maneira de fazê-lo... e coloca toda a lente na Forma, no modo que eu me sinto. 
Se meus Afetos estão Divididos (insegurança, culpa, vergonha ou outra emoção que não esteja alinhada com o meu Resultado) meu Universo dividira seu Movimento. O Universo somente precisa que você Ordene o Que... e que o polarize me Dirigindo contínua e inegociávelmente à Isso, sentindo que é infalível a Realização. Então... isso vai acontecer.  
Como? Simplesmente porque aquele Fator de que todas as Iniciações, Culturas e Ensinamentos da história da Humanidade tiveram e têm que lidar: por ‘Casualidade’. En quanto apareça o Por Onde, a Forma, o Como…, Isso será visto como um Fato da Sorte. O Fator ‘Sorte’... Escondido no 'Anel' com o qual Os Iniciados se identificavam, pois é o Iniciado aquele que Ordena à Sorte.